PRÓXIMO JACKPOT

18. December 2018

  • 91 Hours
  • 49 Minutes
  • 47 Seconds

91 MILHÕES €

JOGAR AGORA

Resultados Euromillions

14.12.2018 - Friday

  • 12
  • 29
  • 38
  • 42
  • 44
  • 2
  • 12
Ver a chave do EuroMillions

JOGUE COM APOSTAS CEGAS

Escolha 5 Números (1-50) e 2 Euronúmeros (1-12)

Confirmar

Apostador espanhol ganha jackpot de €41 milhões

17.07.2015

Espanhol ganhou €41 milhões no EuroMillions

O mais recente jackpot atribuído no EuroMillions foi para terras de “nuestros hermanos”. Um apostador espanhol acertou os sete números mágicos e ganhou um jackpot de €41 milhões. Além disso, pela terceira vez consecutiva, tivemos portugueses com direito ao segundo prémio.

Espanhol foi o único contemplado com o jackpot

Um sortudo espanhol foi o único apostador que acertou corretamente nos cinco números e nas duas estrelas do sorteio da passada sexta-feira, 10 julho, e ficou exatamente €40.998.254 mais rico. É provável que nunca mais tenha tanta sorte na vida, pois conseguiu bater as incríveis probabilidades de 1 em 117 milhões.

Foram precisos quatro sorteios até que alguém conseguisse finalmente acertar na chave milionária. Depois, na terça-feira, 14 de julho, o jackpot voltou ao mínimo de €15 milhões, mas não houve nenhum vencedor. Agora temos novo sorteio nesta sexta-feira e o primeiro prémio deverá atingir os €24 milhões.

Faltou “um bocadinho assim” aos portugueses

Os apostadores portugueses ficaram bem perto mas faltou-lhes “um bocadinho assim” para trazerem mais um jackpot para Portugal. São já três os sorteios consecutivos em que os portugueses falharam apenas uma das estrelas, não tendo outra alternativa senão contentar-se com o segundo prémio.

No sorteio de 7 de julho houve três comtemplados com o segundo prémio, incluindo dois portugueses, e cada um deles teve direito a um prémio de €333.957. No sorteio seguinte, realizado a 10 de julho, tivemos outra vez três apostadores que só falharam uma estrela. Um deles é português e recebeu €496.041. Na passada terça-feira, 14 de julho, a história repetiu-se, desta vez com um jogador português a levar para casa um prémio de €303.065. Basicamente, foram três semanas a “morrer na praia”.

Costuma dizer-se que “de Espanha nem bons ventos nem bons casamentos”, mas quem sabe não virá de lá aquela pontinha de sorte que está a faltar a Portugal para encontrar novamente o caminho das vitórias.