PRÓXIMO JACKPOT

21. December 2018

  • 62 Hours
  • 02 Minutes
  • 51 Seconds

101 MILHÕES €

JOGAR AGORA

Resultados Euromillions

18.12.2018 - Tuesday

  • 1
  • 9
  • 18
  • 39
  • 48
  • 5
  • 7
Ver a chave do EuroMillions

JOGUE COM APOSTAS CEGAS

Escolha 5 Números (1-50) e 2 Euronúmeros (1-12)

Confirmar

Como ter sorte e ganhar na loteria

27.08.2015

Sorte para ganhar na loteria

Já que muitas pessoas acreditam que as probabilidades e a sorte desempenham um papel significativo nas nossas vidas, vale a pena explorar e tentar saber o que é realmente a sorte e por que razões existem umas pessoas mais sortudas do que outras.

Vamos ver o caso de um homem de Dublin que ganhou €350.000 a jogar na lotaria nacional irlandesa. Será que ele teve sorte ou terá sido a sua vitória resultado das probabilidades?

Será que criamos a nossa própria sorte?

O pensamento lógico leva-nos a crer que tudo à nossa volta obedece a simples leis de causa e efeito, ação e reação. Sobre isto, muitas vezes ouvimos os outros dizerem: “tens que criar a tua própria sorte”.

Para dar ainda mais ênfase a isto temos o exemplo do irlandês que disse: “Comecei a comprar os meus bilhetes para a lotaria há alguns meses, pois queria ter a certeza que participava nos sorteios enquanto estivesse de férias”.

Há quem diga que este homem de Dublin criou a sua própria sorte, com a ação proactiva de comprar um bilhete, e foi recompensado por aproveitar a oportunidade que a lotaria oferece para se tornar rico.

No entanto, o irlandês parece ter as suas dúvidas. Depois de ganhar o prémio ele também disse: “Mas se não tivesse cometido um erro, não estaria aqui”. Isto parece sugerir o oposto – afinal ele não criou a sua própria sorte, na verdade, se não fosse por um evento alheio (ir de férias) poderia nunca ter vencido.

Mas como poderia um erro ajudá-lo a ganhar?

Existem muitos pontos de vista diferentes sobre esse fenómeno a que chamamos sorte. No entanto, é certo que não pode ser identificada e quantificada por medidas coletivas conhecidas. Todos entendemos a sorte de maneira diferente e, normalmente, reconhecemos mais facilmente a sua manifestação nos outros do que em nós próprios.

Aristóteles afirmou que a sorte só existia no reino das mentes pensantes, para o filósofo grego era tudo uma questão de probabilidades. A nossa perceção do acaso levou a uma crença de probabilidade que afeta indivíduos de forma arbitrária em vez de aleatoriamente.

Então, por que algumas pessoas têm mais sorte do que outras?

Escusado será dizer que, se um homem encontrar uma nota no chão de uma rua movimentada, não é obra da sorte mas sim um puro acaso. A nota estava lá para ser encontrada e era apenas uma questão de tempo até isso acontecer. O homem não estava lá à procura da nota, mas o acaso levou-o a encontrá-la.

É muito mais provável uma pessoa que costuma andar pelas ruas encontrar notas do que uma que nunca sai de casa. Como esse homem encontrou uma nota, é visto pelos outros como alguém com sorte.

Por que é diferente a lotaria?

Na lotaria, embora seja considerado um jogo de probabilidades, só ganha quem joga. A menos que encontres um bilhete de lotaria no chão, precisas registar o teu próprio bilhete com os teus números. Precisas aproveitar a oportunidade e esperar pelo resultado, tal como fez o irlandês.

No entanto, o caso deste homem de Dublin levanta um paradoxo peculiar – ele não registou os números que pretendia e ganhou na mesma. Ficaste confuso? Ele explica: “Desta vez eu cometi um erro quando estava a escolher os meus números habituais, e acabei por preencher um número errado”.

Embora jogasse na lotaria todas as semanas, as probabilidades não pareciam estar do seu lado – tentar criar a sua própria sorte não teve o resultado pretendido – a sua exposição ao acaso não foi recompensada.

Foi preciso um erro para que finalmente ganhasse a lotaria, uma ação involuntária que, no entanto, produziu o resultado pretendido. Nós chamamos a isto sorte. E tu, o que achas?